menu
Topo
Rio Adentro

Rio Adentro

Categorias

Histórico

50 casas participam da Rio Restaurant Week com menus mais em conta

Kamille Viola

28/09/2018 14h07

Khao Soi, do Nam Thai: talharim de arroz frito com frango fatiado, curry vermelho tailandês, leite de coco e brócolis. Foto: divuglação

Gastronomia que cabe em diversos bolsos: essa é a proposta da Rio Restaurant Week, que inicia hoje (28) a 19ª edição. Até 21 de outubro, cerca de 50 casas oferecem menus em três tempos (entrada, prato principal e sobremesa) a preços fechados especiais, mais em conta. É a chance de ir naquele lugar que você sempre quis conhecer, mas não cabe no seu orçamento.

Desta vez, sob o tema Menus de Sucesso, os restaurantes que revisitam suas receitas mais vendidas ao longo da trajetória do evento. Já os estreantes podem servir seus carros-chefes. Assim como nas últimas edições, existem três faixas de preço — e cada restaurante escolheu a sua. No tradicional, o almoço custa 43,90 e o jantar 54,90. No plus, eles saem a R$ 55 e R$ 68, respectivamente. Já no premium o almoço sai a R$ 68 e o jantar a R$ 89. Em todos os circuitos, há sugere-se a doação de R$ 1 para o Instituto da Criança.

O restaurantes escolhem se participam no almoço, no jantar ou em ambos. O tailandês Sawasdee Bistrô, por exemplo, criou um menu para a noite na faixa plus (R$ 68), com bolinhos de salmão ao molho de mel e pimenta de entrada, caldeirada de frutos do mar ao molho de coco e curry vermelho e harumaki de banana com caramelo de especiarias e sorvete de vanilla.

Já o nipo-peruano Páru Inkas está com cardápios para os dois horários, na modalidade premium. Para o almoço (R$ 68), tem receitas como o Roll Furai Maki (abacate, cream cheese e salmão, crocante por fora com molho amatare), Arroz Tai (salteado com atum ou frango, com mix de vegetais e molho de ostras) e o Suspiro Limenho (doce feito com leite evaporado, gema batida e merengue).

Arroz Tai, salteado com atum ou frango, mix de vegetais e molho de ostras, do Páru Inkas. Foto: divulgação/Filico

O Nam Thai também participa de almoço e jantar, na faixa plus. De dia (R$ 55), a entrada é salada de macarrão harussami, frango, tomate, aipo e cebolinha ou tartar de salmão, pepino e molho de gergelim. Na etapa principal, o tradicional Khao Soi (talharim de arroz frito com frango fatiado, curry vermelho tailandês, leite de coco e brócolis, também pode vir na versão vegetariana) ou Gaeng Moo Tay Po (filezinho suíno com curry vermelho tailandês), servido com arroz de jasmim. De sobremesa, creme de coco brûlée ou tiramissu de frutas tropicais.

Bati um papo com Fernando Reis, idealizador do evento no Brasil, que contou, entre outras coisas, que cada restaurante vende cerca de dois mil menus durante a Rio Restaurant Week. Nada mal, ainda mais em tempos de crise.

Chegamos à 19ª edição do evento. Como vê o crescimento dele ao longo tempo?

São quase dez anos de evento, e nós já atingimos um número limitado de restaurantes justamente para manter a qualidade dos estabelecimentos. O crescimento é estável, e nós temos uma capacidade de atendimento. Hoje, sabemos que a média de vendas fica em torno de 2 mil menus e, devido à limitação de restaurantes, sempre estamos na casa de 100 mil menus vendidos por edição.

Acredita que a Restaurant Week se tornou parte do calendário carioca?

Com certeza a Restaurante Week no Rio de Janeiro já se tornou um evento do calendário da cidade. As pessoas esperam tanto a edição do primeiro semestre como a do segundo. Já é um festival tradicional e faz parte dos eventos cariocas, assim como em todas as cidades que fazemos.

Harumaki de banana com caramelo de especiarias e sorvete de vanilla do Sawasdee. Foto: divulgação

Com o evento, o público muitas vezes tem acesso a restaurantes sofisticados por um preço mais em conta. E para as casas, quais são as vantagens de participar da Restaurant Week?

A Rio Restaurant Week tem como objetivo fomentar e gerar movimento nos restaurantes, além de trazer visibilidade durante o período do evento. Então, é bem bacana para os estabelecimentos tanto na parte financeira como na parte de divulgação de imagem.

Por que decidiram fazer menus a preços diferentes?

Para que tivéssemos perfis de restaurantes mais caros no evento. O premium, por exemplo, foi criado para atrair casas que normalmente não conseguiam participar pelo valor do menu tradicional. Dessa forma, a gente traz restaurantes mais renomados e mais caros, o que não deixa de ser uma vantagem para o consumidor final.

Vai lá:
Rio Restaurant Week
Quando: de 28 de setembro a 21 de outubro
Onde: Veja aqui a programação completa
Quanto: Tradicional: 43,90 (almoço) 54,90 (jantar). Plus: R$ 55 (almoço) e R$ 68 (jantar). Premium: R$ 68 (almoço) e R$ 89 (jantar).

Sobre a autora

Kamille Viola é jornalista, com passagens e colaborações por veículos como O Dia, O Globo, O Estado de S. Paulo, Billboard Brasil, Bizz e Canal Futura, entre outros. Nascida e criada no Rio, graças ao jornalismo já andou pelos mais diversos cantos da cidade.

Sobre o blog

Do pé-sujo mais tradicional ao mais novo (e interessante) restaurante moderninho, do melhor show da semana à festa mais comentada, este blog busca fazer jus à principal paixão do carioca: a rua.