Blog Rio Adentro

Topo
Rio Adentro

Rio Adentro

Categorias

Histórico

Centenário, Bar Luiz adia fechamento e realiza roda de samba este sábado

Kamille Viola

14/09/2019 08h00

O Bar Luiz é especializado em comida alemã. Foto: divulgação/Alexandre Macieira

Depois do anúncio de que o Bar Luiz fecharia as portas neste sábado, uma onda de solidariedade trouxe um sopro de esperança para o centenário bar, patrimônio carioca e uma verdadeira joia da boemia da cidade. Neste sábado, uma roda de samba acontece na calçada do estabelecimento, e a proprietária da casa, Rosana Santos, diz que já não sabe se ele irá encerrar as atividades. Ela contou que recebeu propostas para tentar salvar a casa, mas ainda não conseguiu avaliar todas.

Durante a semana, o carioca compareceu em peso ao lugar. Na segunda-feira, foram cerca de 600 pessoas, formando uma fila na calçada. Um dos clientes era o empresário Ottmar Grunewald, do Otto Bar, na Tijuca, que cedeu funcionários para a casa por toda a semana, para dar conta do grande movimento, além de insumos. Pela primeira vez uma mulher serviu as mesas do bar, que ficou cheio todos os dias.

A mobilização começou com os trabalhadores da casa e logo contagiou nomes como a chef Roberta Sudbrack, o colunista de bares Juarez Becosa e Grunewald, entre outros. "O Ocupando o Bar Luiz é um movimento que surgiu dos funcionários e que vai acontecer na parte de dentro do bar mesmo. Isso é para mostrar que nós temos respeito pelos cariocas e que não queremos que o nosso trabalho aqui acabe", conta o garçom Eliseu Sales, que trabalha no lugar há dez anos.

O Bar Luiz foi o primeiro lugar no Rio de Janeiro a servir chope, bebida que logo foi incorporada aos hábitos do carioca. Apesar de todas as mudanças, até hoje seu cardápio tem principalmente comida alemã: o carro-chefe é o kassler com salada de batata, que serve bem duas pessoas.

A Prefeitura, que autorizou o evento deste sábado na rua, se prontificou a instalar banheiros químicos, gradil para fechamento de parte da via, palco e agentes de Guarda-Municipal e da CET-Rio. Para dar conta do serviço, o bar instalará chopeiras elétricas na área externa.

Desde 2013, o lugar vem enfrentando problemas. Em 2014, Rosana Santos recebeu uma ordem de despejo do Grupo Opportunity, que, em 2012, havia comprado 18 imóveis do lado ímpar da Rua da Carioca da Venerável Ordem Terceira da Penitência (de um total de 41 imóveis no Centro do Rio). Ela resistiu: entrou na justiça e buscou ajuda do então prefeito, Eduardo Paes, que anunciou que desapropriaria os imóveis, todos tombados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) desde 1983.

Em 2015, novamente o grupo anunciou o despejo da casa. A prefeitura outra vez entrou em campo. Atualmente, dez lojas da rua estão fechadas, o que fez com que o movimento na região caísse consideravelmente. O pagamento do aluguel foi suspenso por conta da questão que envolve o processo de desapropriação dos imóveis.

O Bar Luiz foi fundado em 1887, na Rua da Assembleia, por Jacob Wendlind, um filho de suíços nascido em Petrópolis, com o nome de Zum Schlauch ("à Mangueira" ou "à serpentina"). Desde então, mudou de nome diversas vezes. Em 1927, já com o nome de Bar Adolph, em homenagem ao afilhado do fundador, Adolf Rumjaneck, aportou na Rua da Carioca. Em 1942, em plena Segunda Guerra, estudantes do Colégio Pedro II invadiram o local pensando que seu nome era uma homenagem, mas o compositor Ary Barroso impediu que a casa fosse destruída. A atual proprietária, Rosana Santos, é a viúva de Bruno Kurowsky, neto e herdeiro de Rumjaneck.

Vai lá:
Roda de Samba do Bar Luiz
Quando: Sábado, 14 de setembro, das 12h às 19h
Onde: Bar Luiz. Rua da Carioca, 39 – Centro. Telefone: (21) 2262-6900
Quanto: Entrada grátis

Sobre a autora

Kamille Viola é jornalista, com passagens e colaborações por veículos como O Dia, O Globo, O Estado de S. Paulo, Billboard Brasil, Bizz e Canal Futura, entre outros. Nascida e criada no Rio, graças ao jornalismo já andou pelos mais diversos cantos da cidade.

Sobre o blog

Do pé-sujo mais tradicional ao mais novo (e interessante) restaurante moderninho, do melhor show da semana à festa mais comentada, este blog busca fazer jus à principal paixão do carioca: a rua.